Ínicio / Notícias / Exposição nas Montras do Edifício da Secretaria...
Notícias
17 Maio 2018

Exposição nas Montras do Edifício da Secretaria-Geral da Educação e Ciência durante o mês de maio

Durante o mês de maio, as montras do edifício da Secretaria-Geral da Educação e Ciência, na Avenida 5 de outubro, em Lisboa, acolhem exposições da responsabilidade da Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I.P. (ANQEP) e do Centro Científico e Cultural de Macau, I.P. (CCCM).

 

 Qualificação de jovens e adultos em destaque

 

 

A montra dinamizada pela ANQEP concede especial destaque à qualificação dos jovens e dos adultos, através do ensino profissional, do programa Qualifica e da plataforma eletrónica para a educação de adultos na Europa.

 

A qualificação dos jovens é representada por quatro Embaixadores nacionais do ensino profissional, cada um com uma história de sucesso que se iniciou com a escolha de um curso profissionalizante de nível secundário. 

 

 

 

A qualificação destinada aos adultos é retratada com o programa Qualifica, através do qual os adultos, com qualificações inferiores ao 12º ano de escolaridade ou a necessitarem de obter uma qualificação profissional (até ao nível 4 do Quadro Nacional de Qualificações), podem recorrer.

 

Destaca-se, ainda, uma apresentação da plataforma eletrónica para a educação de adultos na Europa, enquanto espaço de partilha, de troca de conhecimento e de contato entre todos os profissionais que atuam no domínio da educação (formal, não formal e informal) de adultos no espaço Europeu.

 

 

“A música chinesa como cruzamento de culturas”

 

 

 

O Centro Científico e Cultural de Macau (CCCM) é um centro de investigação científica, de formação contínua e avançada, de alta divulgação cultural e de especializada informação, vocacionado para as questões da China, para o universo das relações entre Portugal, e restante Europa, com a China/Ásia Oriental.

O CCCM é, também, um espaço de estudo e de ensino da língua, cultura e história da China.

 

O 21º Encontro Internacional da CHIME – plataforma mundial de académicos e interessados em música chinesa –, realizou-se em Lisboa, de 9 a 13 de maio, numa organização conjunta do Centro Científico e Cultural de Macau e da CHIME – European Foundation for Chinese Music Research.

 

O tema escolhido, “a música chinesa como cruzamento de culturas”, parte de uma premissa de Adam Kuper, segunda a qual toda a cultura é um cruzamento de culturas. Isolar uma qualquer esfera cultural e encará-la apenas por si é uma estratégia redutora que tende a desvalorizar o que existe em comum, ao invés de encorajar a comunicação, através de fronteiras nacionais, regionais, étnicas e religiosas.

 

Ao longo dos séculos, a China manteve extensas relações culturais com outras partes da Ásia e o próprio país é um território vasto e variado, em termos étnicos, religiosos, geográficos e culturais. Estas relações, mas também as estabelecidas com o Ocidente e as relações musico-culturais Portugal-Asia, foram especialmente abordadas e debatidas neste encontro.