Ínicio / Notícias / Exposições nas Montras do edifício da Secretari...
Notícias
08 Junho 2017

Exposições nas Montras do edifício da Secretaria-Geral da Educação e Ciência durante o mês de junho

“Da minha língua vê-se o mar. Da minha língua ouve-se o seu rumor, como da de outros se ouvirá o da floresta ou o silêncio do deserto. Por isso a voz do mar foi a da nossa inquietação.” Vergílio Ferreira

 

Durante o mês de junho, cabe ao Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. revelar, nas montras do edifício da Secretaria-Geral da Educação e Ciência, o Potencial Económico da Língua Portuguesa. Língua oficial, de trabalho ou de documentação na União Europeia, União Africana, Organismos Ibero-Americanos, em agências e organismos das Nações Unidas, a língua portuguesa é a 4.ª língua mais falada no mundo, sendo a língua oficial nos 9 estados membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e em Macau (RPC).

Por outro lado, junho é o mês da criança e, como tal, as montras do edifício da Secretaria-Geral da Educação e Ciência não podiam deixar de receber o Instituto de Apoio à Criança (IAC), com a exposição dos brinquedos e trabalhos realizados por crianças em atividades dos vários setores do IAC, e com o objetivo de informar e sensibilizar a sociedade sobre o trabalho realizado, assumindo-se como promotor e defensor dos Direitos da Criança.

 

 

Camões - Instituto da Cooperação e da Língua

Uma língua grande como os mares

 

 

 

 

 

O Camões, I.P. pretende ser um organismo de referência na coordenação e articulação da política externa do Governo nas áreas da cooperação internacional, promoção da língua e cultura portuguesas enquanto domínios crescentemente entendidos pelos Estados como instrumentos de projeção da sua influência e defesa dos seus interesses.

 

 

 

 

A mostra “Potencial Económico da língua Portuguesa” foi organizada pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P. com coordenação científica do ISCTE/IUL – Instituto Universitário de Lisboa e tem por objetivo reforçar o conhecimento sobre a Língua Portuguesa e assim contribuir ativamente para a sua valorização e difusão no mundo.

 

 

As indústrias e os serviços em que a língua portuguesa é um elemento chave representam 17% do Produto Interno Bruto (PIB) de Portugal. Estima-se em 261 milhões, o número de falantes de português, o que representa 3,7 % da população mundial, distribuída por cerca de 7,25 % da superfície continental da Terra, é a língua mais falada no hemisfério sul, a terceira língua europeia depois do inglês e do espanhol, a quarta língua materna, a quinta língua mais utilizada na Internet e a quarta com maior taxa de crescimento, a terceira mais usada no Facebook e também a que apresenta o maior crescimento, é ainda a sexta língua do mundo mais utilizada nos negócios, depois do inglês, do mandarim, do francês, do árabe e do espanhol.

 

 

 

Instituto de Apoio à Criança

Desde 1983 na Defesa e Promoção dos Direitos da Criança

 

 

O Instituto de Apoio à Criança (IAC) participa no programa de dinamização de montras da Secretaria-Geral da Educação e Ciência, com o objetivo de divulgar as atividades de maior significado do Instituto.

 

Desta forma, durante todo o mês de junho de 2017 pode ser apreciada a exposição composta por diversos materiais: cartazes, publicações, brinquedos e trabalhos realizados por crianças em atividades dos vários setores do IAC:

 

›           Rede “Construir Juntos”;

›           Projeto Rua “Em Família para Crescer”;

›           CEDI – Centro de Estudos, Documentação e Informação sobre a Criança;

›           SOS – Criança;

›           Atividade Lúdica;

›           Humanização dos Serviços de Atendimento à Criança.

 

 

 

 

 

A responsabilidade da organização desta exposição é do Centro de Documentação do IAC (IAC-CEDI), que possui no seu acervo documentação especializada, em papel e em formato digital, na área da criança (Criança Maltratada, Abuso Sexual, Criança de Rua, Criança em Risco, Direitos da Criança, Exclusão Social, Família, Atividade Lúdica, Educação, Bullying, etc.).