Skip to content
Ínicio / Notícias / Plano Nacional de Cinema: Despacho consolida e pro...
Notícias
11 Janeiro 2022

Plano Nacional de Cinema: Despacho consolida e projeta trabalho para 10 anos

Foi hoje publicado o despacho n.º 65/2022, que promove o Plano Nacional de Cinema (PNC) no horizonte de uma década – 2021-2030 –, consolidando as ações concretizadas nos primeiros anos do Plano e apostando em novas vertentes a desenvolver até 2030, integrado no Plano Nacional das Artes (PNA).
 
O despacho, da responsabilidade das áreas governativas da Educação e da Cultura, vem consolidar e reforçar as ações desenvolvidas pelo PNC – pnc.gov.pt –, que há vários anos é desenvolvido através de um trabalho de parceria entre a Direção-Geral da Educação (DGE), o Instituto do Cinema e do Audiovisual, I. P. (ICA, I. P.) e a Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema (CP-MC).
 
O crescimento do PNC e o seu potencial de desenvolvimento veem-se agora reconhecidos e projetados, sendo formalmente estabelecidas as competências das entidades parceiras e a sua articulação com o PNA.
 
Ficam assim reunidas as melhores condições para imprimir maior dinamismo ao desenvolvimento da missão do PNC, numa contribuição central para a consolidação da literacia para o cinema junto do público escolar e de divulgação de obras cinematográficas nacionais e internacionais.
 
O PNC prossegue os seguintes objetivos:
 
a) Valorizar o cinema como parte do desenvolvimento pessoal, cultural e pedagógico de crianças e jovens;
 
b) Permitir que crianças e jovens possam ter a possibilidade de desenvolver competências na área do cinema, e de adquirir uma cultura de cinefilia que contemple todos os géneros e períodos cinematográficos, tendo em conta que é fundamental apostar na transição digital e no desenvolvimento de uma sociedade da inovação;
 
c) Formar os públicos escolares, possibilitando-lhes adquirir os instrumentos básicos de leitura e compreensão de obras cinematográficas e audiovisuais, e incentivando o prazer de ver cinema ao longo da vida;
 
d) Dar a conhecer às crianças e jovens a linguagem própria do cinema, com as suas regras, convenções e variações, despertando o gosto por ver cinema em sala e pela criação cinematográfica e audiovisual;
 
e) Valorizar o cinema enquanto arte junto das escolas e da restante comunidade educativa, e sensibilizar as crianças e jovens para as ligações que o cinema estabelece com outras formas artísticas;
 
f) Consolidar a relação do cinema com o currículo, estabelecendo, sempre que possível, cruzamentos e articulações com as aprendizagens essenciais;
 
g) Envolver as escolas, incentivando-as a apropriarem-se do PNC no seu planeamento curricular, no quadro do respetivo projeto educativo;
 
h) Colaborar com entidades do setor do cinema e audiovisual, em prol do ensino e aprendizagem do cinema e da formação de públicos para o cinema. 
 
Num cruzamento claro com as áreas de competências definidas no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, o PNC levará a cada vez mais comunidades educativas a possibilidade de ver cinema — expandindo horizontes, dando a conhecer novos mundos, contextos e realidades, e permitindo explorar temas como cidadania, democracia e diversidade, falar sobre filmes com os pares — permitindo às crianças e jovens desenvolver a sua capacidade de expressão e argumentação, a sua criatividade e motivação, e a sua confiança, e fazer pequenos filmes — dando voz a crianças e jovens com dificuldades de expressão noutros domínios.
 
 
Fonte: Portal do Governo